Não confunda Decantar com Aerar um vinho.

wine_decanter-vinhoedelicias
Tenho visto muita confusão neste sentido, decantar e aerar um vinho, nos posts aqui na internet, nos restaurantes e até em concursos de sommeliers.

(Decantando ou Aerando um vinho PARTE 1, veja a PARTE 2 AQUI)

Quando você coloca o vinho no decanter, seu objetivo é decantar ou aerar?

Decantar um vinho ou aerar um vinho são processos muito diferentes, com procedimentos e indicações diversas  para vinhos diferentes, é preciso saber o que significa cada processo e como utilizá-lo para poder “obter o melhor do vinho”, já que o objetivo final e resumido é este, e não usar o decanter por ele ser bonito ou talvez para  impressionar os convidados sugerindo conhecimento no assunto.

Então vamos lá, vamos fazer as coisas com objetivos claros e segurança de propósito, para resultados efetivos.

Já vi muita gente despreparada no assunto, incluindo sommeliers profissionais (quando falo sommeliers profissionais, quero dizer não aqueles apenas com titulo de sommelier por alguma escola, e sim, aqueles que exercem a profissão de sommelier em algum restaurante. onde são encarregados do serviço do vinho. junto ao cliente, ok?)… Então…Sommeliers profissionais  que não sabiam como usar a vela na decantação do vinho, exatamente porque o que sempre fizeram foi a aeração do vinho e não a decantação, mas vamos entender a diferença?
Começando a entender a questão…

Por definição decantar significa, “transvazar um líquido para separá-lo de suas impurezas”, mas nem tudo o que acontece no decanter é feito para separar as impurezas (sedimentos) de um vinho, porém o nome acaba trazendo generalizações muito equivocadas.

Existem 2 processos que podemos executar no decanter:


1 - Aeração do Vinho – Neste caso você passou o vinho pelo decanter ou aerou o vinho
2 - Decantação do Vinho – Neste caso você decantou o vinho.


Aeração do Vinho

Quando deve ser feita a aeração?
Todos os vinhos tintos com alguma qualidade, e não excessivamente antigos, para o seu estilo,   deveriam passar pelo decanter, incluindo vinhos jovens, a não ser os considerados muito simples, todos os vinhos com estas condições devem passar pelo decanter  para o processo chamado de aeração.

E os vinhos brancos? Os especiais com maior poder olfativo também se beneficiam deste processo.  Há quem sugira, por exemplo o reconhecido especialista,  Jorge Lucky, que se coloque a maioria dos vinhos  brancos no processo de aeração, já que o mesmo libera aromas desagradáveis que possam ter se formado no processo em garrafa eliminando-os e  oferecendo a oportunidade da expressão olfativa mais abrangente para os vinhos brancos também. Eu já testei e concordo plenamente, faz muita diferença especialmente para quem valoriza a expressão olfativa de um vinho branco.
Como se dá o processo de Aeração do Vinho?
Simplesmente colocando-o lentamente no decanter e deixando-o por algum tempo, isto é o que a maioria por ai chama de decantar o vinho, mas decanter o vinho é “outra coisa”. Isto que descrevi, seria “aerar o vinho”. (como na imagem acima)
A aeração de um vinho, tem o propósito de permitir melhor expressão ao vinho tanto nos aspectos olfativos, como na expressão de seus taninos, eu não sei dizer se acontece alguma polimerização dos taninos em tão pouco tempo, que seria o tempo de decanter, mas uma coisa é certa, que eles tornam-se bem mais cavalheiros com esta passagem, lá isso é fato, e  é facilmente comprovável por todos, os taninos tornam-se  mais   elegantes e macios ao paladar.
Não é preciso ir muito longe para entender isto. Pegue um vinho com alguma qualidade e de uma casta que costume ter taninos mais valentes, por exemplo um cabernet sauvignon, abra e coloque na taça, deguste, em seguida coloque despeje a garrafa no decanter lentamente, aguarde, pelo menos de 1 a 2 horas e então deguste este vinho que foi aerado, aliás é para isto que o decanter é largo em baixo exatamente para propiciar que o vinho tenha maior contato com o oxigênio. Ao fazer esta experiência você irá notar a enorme diferença na elegância e arredondamento dos taninos ao terem sido expostos ao oxigênio, bem como os aromas bem mais nítidos e presentes.
Eu, depois que testei isto, não abro um vinho sem vertê-lo no decanter, e é muito simples fazê-lo, ao decidir o vinho que irei abrir, coloco-o no decanter e enquanto eu pego alguns quitutes para acompanhá-lo, pronto ele já está no melhor dele me esperando, não é bom?… Smiley piscando
Qual o tempo indicado para a aeração do vinho?
De 30 minutos a 2 horas, em regra geral, mas isto sua experiência irá ajustando aos poucos de acordo com o vinho em questão, pois vai  depender da casta, da qualidade do vinho, da idade do mesmo…  Porém CUIDADO com vinhos de mais idade, já no limite de seu apogeu, ou no apogeu, pois eles  podem estar frágeis e neste caso, não é indicado tempo de aeração, será feita então a decantação do vinho e servido a seguir e com muito cuidado.
Dicas
Um vinho não pode ser servido à temperatura ambiente aqui em nosso país tropical, assim,  em regra geral, os vinhos tintos tem o melhor de sua expressão se mantidos em torno de 16º a 18º, portanto cuidado com este detalhe, pois ao colocá-lo no decanter o mesmo perderá a temperatura, eu tenho uma prática para contornar isto. Coloco o decanter dentro de uma pequena travessa redonda  de vidro temperado um pouco maior que a base do decanter e dentro dela coloco água e algumas pedrinhas de gelo, se o vinho veio da geladeira ( em torno de 10º) ou da adega (em torno de 14º) ele já está abaixo da temperatura ideal de serviço, portanto 30 minutos na temperatura ambiente não será problema, mas ele tem que ser mantido até no máximo 18º,  depois então coloque as pedrinhas de gelo  na água da travessa, com o decanter dentro dela. usando sua sensibilidade e prática, atenção, isto que parece complicado fica muito simples, eu já me acostumei e até quando vou a casa de alguém, dependendo do vinho, levo o decanter e tudo certo, afinal se podemos degustar um vinho no seu esplendor porque se recusar a algum ritual para isto? O objetivo não é o ritual e sim o resultado excepcional deste processo.
Como veem o mais correto é dizer que o vinho precisa “passar por decanter” e não que o vinho precisa ser decantado, o processo de decantação do vinho é outro e tem outros objetivos e cuidados, abordo no artigo:
Quer saber mais sobre vinhos, escolha um artigo no link abaixo e boa leitura!

Relação de alguns artigos especiais sobre vinhos e seu universo

Enoabraços,

Artigo de minha autoria, NÃO autorizado  nem em parte nem no todo, em nenhum veículo seja virtual ou impresso. Caso queira indicar aos seus leitores
o faça indicando um link para este artigo. Obrigada!

5 comentários :

EXPERIENCIAS VINICAS disse...

Adorei o Artigo , Um tema muito expecial para mim. Grande abraço e obrigado por este artigo bem completo sobre a decantação. abs
José santanita

EXPERIENCIAS VINICAS disse...

Adorei o Artigo! Muito bem explicado e de encontro ás duas principais diferenças para a decantação!
Parabens camila. Abs Jose Santanita

Camila H. Coletti disse...

Muito obrigada, como sabe, tive mestres muito bons, e em especial na parte prática, aprendi quase tudo com um certo Sommelier professor Português José Carlos Santanita, que ampliou muito os meus horizontes de conhecimentos no mundo vínico e me ofereceu oportunidades de conhecimento e prática!
Um grande abraço e sucesso em seus maravilhosos cursos pelo Brasil pela Wine Senses!

Érico Gonçalves disse...

Adorei o artigo e, caso possível, gostaria de sua opinião sobre a melhor forma de aerar o vinho. Há alguns produtos no mercado que prometem aerar instantaneamente o vinho. Eles funcionam ou é o tempo de contato entre o vinho e o oxigênio que fará a diferença? Então, fica a dúvida: aeradores ou decanter?
Obrigado, e parabéns pelo blog.

Camila H. Coletti disse...

Olá Érico, sobre como aerar um vinho dependerá do estilo dele, se for um vinho de mais estrutura, eu não abro mão do decanter, por pelo menos 1 hora, dai para mais dependendo do vinho, porém, se for um vinho mais ligeiro, mais leve, mais simples, um aerador pode dar conta do trabalho. Nestes casos nada que colocar o vinho em uma jarra limpa e deixar por 15 ou 20 minutos e retorná-lo a garrafa. Isto já é suficiente. Mas não resta dúvida que existem uns produtos bem simpáticos que podem ser acoplados na garrafa e embora não pareça eles induzem ao contato com o ar enquanto o vinho passa por dentro deles. Eu nunca usei, mas acredito que tenha seu papel. Finalizando, para um super vinho, nunca abra mão do decanter. Este é garantido.
Enoabraços