O sempre fantástico Top Italian Wine Road Show - Gambero Rosso

1-gambero-rosso-vinho-e-delicias
Com organização primorosa da Cristina Neves, que superou as já excelentes, edições anteriores, passou por São Paulo, um dos eventos mais esperados do ano, que traz vinhos conceituados da Itália, dentre eles muitos premiados no Guia Gambero Rosso.
Além do salão principal onde foram saboreados diretamente com os produtores, representantes de 62 vinícolas,  vinhos de toda a Itália, vários deles premiados no Guia Gambero Rosso, o mais prestigiado da Itália, foram oferecidas duas master classes, dirigidas pelo editor sênior do guia de vinhos da Italia (Vini d’Italia Guide Book), Marco Sebellico com a presença e comentários do especialista e crítico de vinhos Jorge Lucki, que sempre enriquece ainda mais, os eventos.
1a-gambero-rosso-vinho-e-delicias
As master classes contavam este ano, cada uma delas, com uma incrível bateria de 30 vinhos, selecionados e representativos das regiões. Não posso deixar de assinalar o trabalho primoroso da equipe do Hotel Unique, que foi coordenada pela sommelière Patrícia Brentzel, responsável pelo serviço nas master classes.
2014-04-28 17.17.48
Feita a apresentação inicial, assiná-lo que um ponto me chamou especial atenção, participei da segunda bateria, que se referia à Toscana e sul da Itália e ficou na minha modesta leitura, muito evidente uma “maciez” uniforme na grande maioria dos vinhos tintos. Fica a pergunta, isto é uma nova proposta italiana, ou foi apenas coincidência esta característica, “ataque de boca macio” nos vinhos escolhidos? 
Este ataque macio de boca, não era (ou não é?) muito característico dos vinhos italianos no geral, que costumavam mostrar a força e a expressão de intensidade logo nos primeiros instantes de boca.
Degustei mais alguns fora, no salão principal do evento e não houve nada que fugisse muito disto.
1b-gambero-rosso-vinho-e-delicias
Neste aspecto me pareceu estranha esta uniformização do elemento “ataque de boca”. Existirá uma tendência mundial neste sentido, em termos de gosto do consumidor? Senti um pouco a falta de uma certa “pungência” que permeavam o estilo dos vinhos italianos dos outros Gambero Rossos.
Falando dos vinhos, estavam todos no geral muito bons e uniformes, sem muita oscilação entre eles, falando estilo a estilo, a não ser leves diferenças na estrutura, no corpo.
Assim que organizar minhas análises, dos meus prediletos, vocês as terão disponíveis.
A bateria completa dos vinhos degustados, esta no meu Instagram:  http://instagram.com/camilahcoletti
Abra o seu e siga o meu Alegre, para ficar por dentro dos vinhos que trazem suas delícias para as nossas taças brasileiras.
Enoabraços,
Camila H. Coletti

2 comentários :

vivian bacha disse...

Camila, muito interessante tua abordagem. Bormioli Rocco parceira no fornecimento das taças de degustação agradece a oportunidade de viver boas experiências.Abraços Vivian Bachá

Camila H. Coletti disse...

Obrigada Vivian, pela visita.
Volte sempre!
Abraços e ótima semana